Grupos de Pesquisa

Ensino, Formação, Currículos e Culturas

O grupo é constituído por pesquisadores que atuam na área de educação no Instituto de Aplicação e na Faculdade de Formação de Professores na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e que orientam trabalhos de iniciação científica, graduação, especialização e mestrado. O grupo está vinculado aos Programas de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Ambiente e Sociedade e Ensino em Educação Básica na UERJ e atua em parceria com pesquisadores das Faculdades de Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Estudos ambientais no leste metropolitano do Rio de Janeiro

O leste metropolitano do Rio de Janeiro é formado pelos municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Cachoeiras de Macacu. Nesta região é possível encontrar diversos fragmentos florestais do bioma Mata Atlântica, rios e ecossistemas marinhos (praias e ilhas). Apesar da proximidade aos grandes centros de pesquisa e ensino do estado do Rio de Janeiro, estudos focalizando a biodiversidade, os recursos naturais e os impactos ambientais no leste metropolitano são escassos. O presente grupo de pesquisa atua no levantamento da riqueza biológica desta região, assim como na avaliação dos impactos ambientais dos recursos naturais. Pretende-se com essas atividades gerar um banco de dados ambientais que fornecerá subsídios para as políticas publicas de conservação e educação ambiental do leste metropolitano do Rio de Janeiro.

Núcleo de Pesquisa e Ensino de Ciências - NUPEC

O Núcleo de Pesquisa e Ensino de Ciências - NUPEC-FFP-UERJ foi criado a partir da aprovação de projeto com o mesmo nome no âmbito do edital Ciências de Todos da FINEP, em 2004. A partir deste projeto foi possível reunir um grupo de professores e estudantes envolvidos com a temática do ensino de ciências e formação docente. O trabalho do NUPEC consiste principalmente na produção de modelos e vídeos didáticos, que são utilizados por professores das escolas públicas da região e por alunos de licenciatura em suas atividades de Estágio. Outra ênfase do nosso trabalho é o estímulo ao desenvolvimento de projetos de pesquisa discentes (tanto da licenciatura, quanto de estudantes do ensino médio). As pesquisas realizadas têm por foco os processos de ensino-aprendizagem em ciências e biologia e a formação de professores destas disciplinas. Atualmente contamos com financiamento da FAPERJ.

Tecnologia de Produtos Naturais

O território brasileiro conta com grande diversidade de ecossistemas tendo uma flora estimada em, cerca de, 43 mil espécies vegetais da qual mais de 90% é desconhecida quimicamente. Nas restingas fluminenses o número de espécies está em torno de 1.100 e o desconhecimento do seu potencial fitoquímico e biológico é uma grande lacuna ao conhecimento da Biodiversidade. Estes estudos são urgentes, pois, a localização litorânea das restingas desperta uma intensa cobiça econômica, seja para empreendimentos industriais ou residenciais. Desse modo, muitas restingas têm a sua conservação ambiental ameaçada.